Magalu é condenada a pagar R$5mil por atraso na entrega de TV

Saiba  quais são as atitudes adotados pelo consumidor que o levou a obter a  indenização. 

A Loja Magazine Luiza foi condenada a indenizar em R$ 5 mil de indenização por danos morais a um consumidor do Ceará que adquiriu uma Smart Tv 32 Philco que jamais foi entregue  e tampouco teve devolvido  o valor da compra de R$996,55 devolvido. 

Em sua defesa, a MAGALU reconheceu o atraso de 3 meses para a entrega, mas culpou a transportadora por ela contratada pelo ocorrido, além de dizer que não tinha responsabilidade  pelo atraso por se tratar de compra realizada por marketplace. 

Contudo, o juiz não acatou as alegações defensivas da MAGALU, pois,  segundo o juiz, quem contratou a transportadora foi a própria MAGALU, não tendo o cliente poder de escolha. Além disso,  o magistrado reafirmou que toda a transação se deu pelo site da empresa ré MAGALU  em virtude da sua credibilidade, inclusive os pagamentos foram direcionado a própria Magazine Luiza.

Houve recurso da decisão, mas a condenação foi mantida em segunda instância, com a inclusão de juros e correção monetária.  

Processo 3000431-35.2020.8.06.0035

O que fazer se a sua compra online atrasar?

Em primeiro lugar, o consumidor deverá entrar em contato com a empresa, via e-mail, telefone ou redes sociais,  para averiguar o motivo do atraso  e, se desejar, solicitar o cancelamento da compra e a consequente devolução dos valores.

Nesses casos, a devolução será feita da mesma forma da compra, ou seja, se a compra foi realizada por cartão, o valor será creditado em até 60 dias e, se  tiver sido via boleto, o estorno será feito via ordem de pagamento diretamente para saque na boca do caixa no banco indicado pelo lojista. 

Lembre-se sempre de solicitar e anotar o protocolo da sua solicitação, assim como nome do atendente, data e horário da ligação .

Caso problema não seja resolvido ou o consumidor não tenha a sua escolha respeitada (cancelamento, substituição por outro produto equivalente ou a entrega do bem com um novo prazo), ele deve procurar a ajuda de um advogado especialista em compras online, apresentando os seguintes documentos para o ajuizamento da ação:

  1. documento de identificação em nome do titular da compra;
  2. comprovante de residência;
  3. prova de pagamento – fatura do cartão de crédito, comprovante de pagamento do boleto e-mails de pagamento confirmado;
  4. prova de realização do pedido- e mails da compra, nota fiscal ou print screen do status da compra contendo o número do pedido, e
  5. protocolos de reclamação, e-mails ou prints de conversas do Whatsapp com a loja.

consulta advogado

A Reis Pinto Advogados possui uma equipe de advogados que presta serviços especializados em ações envolvendo problemas com compras online. A verificação gratuita do seu caso poderá ser feita  diretamente pelo Whatsapp clicando aqui. O envio dos documentos é totalmente digital e atuamos em todo o Brasil.

Leia mais

Golpes com empréstimos
Direito do Consumidor

Como evitar golpes dos falsos empréstimos

Os golpes dos falsos empréstimos têm sido bastante frequentes nos últimos tempos. Muitos consumidores recorrem aos empréstimos para tentar solucionar os problemas financeiros, porém, acabam

Fale conosco

Estamos aqui para te ajudar.

Preencha o formulário e nosso time irá entrar em contato com você rapidamente.

Não se preocupe. Não utilizaremos seus dados para nenhuma finalidade a não ser para te ajudar a resolver seu problema.

Agradecemos por entrar em contato conosco! Nossa equipe irá te auxiliar imediatamente.